Os Para-Raios são fundamentais, e a sua importância já é reconhecida, para a proteção dos edifícios, bens e pessoas. 

No entanto a sua manutenção é a maior parte das vezes esquecida.

Devido às condições atmosféricas a que estão sujeitos é de extrema importância a sua verificação com alguma periodicidade. Tanto a parte visível, estrutura, condutores de baixada e ligadores, como a parte que não se vê, tal como a zona da descarga (ligação à terra).

 

A vistoria divide-se em duas fases. Uma visual em que se analisa toda a estrutura visualmente, materiais danificados, pontos de fixação, entre outros. E uma completa que inclui a visual e também medição dos valores de resistência do sistema de terras e a continuidade elétrica dos condutores. Da vistoria é emitido um relatório com a descrição das condições em que se encontra o Para-Raios, identificando os problemas encontrados e apresentando as medidas corretivas que se deve tomar para que o equipamentos cumpra com as normas e também com a sua função de proteção.

A norma 4426 define o período de inspeção/vistoria: 

Para além desta tabela, sempre que exista uma descarga o equipamento deve ser vistoriado.